1 votos
1 visitas/día
4143 dias online

Domingo! - Poemas de Gyl Ferrys



Poemas » gyl ferrys » domingo




Categoría: Poemas de Amor
Domingo!
Poema publicado el 09 de Enero de 2010

Apolo, rubicundo, vermelho,
Estende sob o amplo planeta
As melanias doiradas dos seus
Cabelos,

Enquanto deixa a sagrada
Cama do teu zeloso esposo,
A moça das pontas dos dedos
Rosada!

Passam pássaros de farpadas
Línguas
Saudando Aurora com harmonia
Melíflua!

Borboletas brancas, todas infantes,
Mal saídas das ricas crisálidas,
Azuis, coloridas, pálidas,
Prendem com seus laços fortificantes
(Que os olhos não vêem jamais)
Os fios todos verdes dos verdes
Arrozais...

Na cobertura das ramas e copas
Uma aranhinha sua rede vai tecendo
Um riacho murmurando um sereno
Canto em seus meandros e voltas!


Nuvens de flores esparramadas
Das mais variadas cores e perfumes
Véus de líquidas águas nas cascatas
Nos ninhos chios dos pequenos implumes!

Mais um belo e eterno Domingo!
Radiante... Verdadeiro céu de anil!
Possibilitando alegrias a seres mil...
Dia próspero de luz... Manto cristalino!

Agora sobre mim passam, em alegre bando,
Mais de mil garças
Voando...
Todas esbranquiçadas...
Levando-me
Em ligeiras e leves asas...
Vou com elas com um sempre contido
Sorriso que ando guardando desde menino...

Ah! Voar!...
Sinto cheiro doce de pó de céu!
Todos meus poros em constante
Arrepio...
Tudo tingido de azul! Falante
Que sou, recrio...
Refaço, sou de lodo e de aço,
Sou de rio, sou lírio,
Sou de plástico!


Domingo!...
Dia mágico, místico e sedutor.
Dia universal do ócio... Preguiça...
Tempero novo... Cheiro do almoço...
A saborosa comida...
Sete horas tem missa
Para agradecer ao... Criador!


¿ Te gustó este poema? Compártelo:
Compartiendo el poema con tus amigos en facebook ayudas a la difusión de estas bellas creaciones poéticas y ayudas a dar a conocer a los poetas.




 Compartir
Redes sociales
Facebook Twitter Google Bookmark MySpace Fresqui Meneame